quarta-feira, novembro 07, 2007

No dia em que fui feliz, sentei na praia e olhei o mar, em silêncio. Olhei o mar e um sorriso nasceu como que se sentindo envergonhado, medroso, tímido.
No dia em que fui feliz, o vento bagunçou meus cabelos e eu não quis arrumar.
No dia em que fui feliz olhei um cachorro correr atrás de um saco plástico que voava.
No dia em que fui feliz, o sol me fez ficar de olhos apertadinhos e testa franzida
No dia em que fui feliz não lembrei de nada, nem das coisas boas e nem das ruins.

O dia em que fui feliz não foi o dia que não fui triste.
O dia que fui feliz não foi o dia em que meus problemas sumiram. Eles estavam lá, continuavam os mesmos. Mas no dia em que fui feliz, eu não ligava pra eles.

O dia em que fui feliz foi o dia em que não me preocupei com a felicidade...

7 comentários:

Victor disse...

Agora tu só precisa de mais 364 dias iguais!

=****

Meire. disse...

Porque todo mundo tem direito à tal.
Precisamos é nos permitir!


Gostei do texto!

beijo

Carlos Howes disse...

Foi o dia mais simples. O dia em que você simplesmente descansou. =)

.biba. disse...

mas feliz é muito simples! :)
e foi percebendo e levando a sério essa simplicidade que consigo ser feliz!

que vc tenha muitos outros dias como esse, xuxua!
=***

Daniel disse...

Me manda essa foto???????

Anônimo disse...

qual é carol
bruno da Lapa
te encontrei ontem
me manda um e-mail
papodedoido@hotmail.com

Ciba disse...

nossa, engraçado como a identificação é instantânea!